Por um dia menos ordinário


melhor do que “fazer um 23”
maio 9, 2009, 10:02 pm
Filed under: Uncategorized

Parece que foi outro dia que eu pedi -calada- para que tudo fosse diferente. Parece que o que eu pedia era apenas algum tempero para uma vida tao sem sabor. Pedia coisas simples. Estradas novas, um pedagio inesperado no caminho, uma vista nunca observada antes. Nao pedia nada demais, so uma mudanca na rotina. Logo eu, que amo rotinas, horarios marcados e datas. Amo tudo certo, organizado. Amo tudo que me deixa no “eixo”.  Alias, esta minha curiosa adoracao pela rotina e um paradoxo a minha aparencia, que precisa ser mudada constantemente para que tudo tambem fique no eixo. Mas enfim, voltando ao meu pedido. Hoje nao acordei em um quarto diferente, nao peguei uma nova estrada, nem tampouco vi algo que me fizesse parar. E, apesar de nada disso ter acontecido hoje, alguma coisa mudou. Um sentimento estranho, um “cochilo” de quase cinco horas que eu nunca havia tirado antes, nenhuma xicara de cafe tomada. Hoje nao me preocupei com as gordurinhas extras na barriga, com a mais nova espinha no queixo ou com as tabelas nutricionais estampadas em todos os produtos alimenticios. Hoje nao esperei nenhuma ligacao, um email cheio de novidades e muito menos um post no orkut. Hoje, depois de um sonho estranho que tive em meu longo cochilo, acordei diferente. E, para completar a “saida da rotina”, liguei a televisao. Coincidentemente(ou nao?) assiti a dois filmes que mostraram o choque com o encontro de vidas diferentes. Digo, a propria vida vista em dois angulos. Os dois filmes mostraram a mesma coisa: a vida de ninguem e perfeita. Sempre falta algo.  Notting Hill e The Family Man falavam mais ou menos a mesma coisa: Tem gente que-aparentemente- tem tudo mas na verdade nao tem o essencial que, como ja ‘pregava’  Antoine de Saint-Exupery em seu best-seller  “O Pequeno Principe”, eh invisivel aos olhos. Tem gente que tem uma vida tao simples que acaba achando- erroneamente- que simplicidade e tristeza sao sinonimos. Tem gente que eh tao cheio de si, que acha que tem uma vida perfeita. Tem gente que tem saude, familia, emprego e tudo relacionado as “necessidas basicas” do ser humano e se acha inferior, infeliz. E tem gente que eh tao rotineiro que pensa que assuntos “cliches” o tiraram da rotina.

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: